XVII – Ilha das Bonecas

Entre as tantas maravilhas naturais existentes no México, um lugar em especial, conhecido como Xochimilco, possui um encanto singular. Neste episódio você vai conhecer a história macabra da ilha das bonecas.

Ouça no seu App favorito! –  Apple Podcasts – Google Podcasts – Spotify – Anchor – CastBox – Breaker – Overcast – Pocket Casts – RadioPublic – Stitcher – Feed RSS

Voz: Marcelo júnior
Roteiro & Edição: Marcelo Júnior

Roteiro

Entre as tantas maravilhas naturais existentes no México, um lugar em especial, conhecido como Xochimilco, possui um encanto singular. A área, composta por quase 190 quilômetros de canais navegáveis e muita natureza, está repleta de misticismo. Ali, no meio de várias ilhas pequenas de água limpa e transparente, a apenas 20 quilômetros ao sul da capital federal, existe uma com um passado historicamente macabro e uma paisagem aterrorizante: a Ilha das Bonecas.

O local, que durante mais de 25 anos teve como único residente Don Julián. É atualmente palco de um cenário de terror.

Um dia o solitário morador encontrou o cadáver de uma menina que, aparentemente, havia se afogado em um dos canais da ilha.

Depois da descoberta, ele passou, constantemente, a ouvir gritos, choros e vozes, que se prolongavam em um lamento constante. Aterrorizado, pelo que atribuiu ser, o sofrimento da falecida menina.

Pouco depois do ocorrido, o homem diz ter achado uma boneca flutuando na água e, para homenagear o espírito da garotinha e proteger sua casa de outras tragédias, ele colocou o brinquedo em uma das árvores.

Reza a lenda que, daquele dia em diante, as bonecas continuaram a aparecer boiando, e Don Julian as pescava para adicioná-las à sua crescente coleção de cabeças, membros e outras partes. Ele chegava até a vestir os decrépitos brinquedos sujos de lama com óculos usados ou pedaços de panos rasgados, o que só tornava o resultado ainda mais assustador.

Embora a visão da “decoração” causasse estranhamento à primeira vista, Don Julian era um anfitrião extremamente amigável e recebia os visitantes de braços abertos em sua casa, explicando sem inibição a história das bonecas

E, ao longo dos anos, pendurou tantas, que hoje as bonecas espalhadas pelas árvores e paisagem local estão na casa de milhares. No princípio de 2001, o velho Don Julián foi pescar com o sobrinho em um dos canais da região. Ali, confessou ao menino que há muitos anos as águas do rio eram habitadas por uma sereia que insistia em levá-lo.

Não tardou muito para que, um dia, o sobrinho encontrasse o corpo do ancião morto nas águas que tanto temia. Desde então, a lenda se propagou, e o local passou a ser conhecido como a Ilha das Bonecas, uma paisagem marcada por tragédia e mistério.

Os visitantes que se aventuram por ali asseguram que as bonecas do lugar, já envelhecidas, também estão mutiladas e muitas não tem olhos. Talvez, com sua aparência macabra, as sinistras bonecas afugentem os maus espíritos que ainda insistem em visitar e assombrar o velho lugar.

A BIBLIOTECA

Desbloqueie todo conteúdo exclusivo de altíssima qualidade para assinantes do Mistérios Literários.

Uma conexão notável com a tecnologia

Continue lendo novos artigos ao descer a página