Ministro pede desregulamentação ambiental, enquanto público distraído pelo COVID

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, pediu ao governo que adote mais desregulamentação da política ambiental, enquanto as pessoas se distraem com a pandemia de coronavírus, em um vídeo que o Supremo Tribunal Federal ordenou que fosse divulgado na sexta-feira.

O vídeo de uma reunião de ministros apareceu em uma investigação sobre se o presidente Jair Bolsonaro interferiu na nomeação de líderes da polícia federal para ganho pessoal.

Durante a reunião, outros ministros falaram, incluindo Salles, com grupos ambientalistas dizendo que seus comentários provam que o governo Bolsonaro está sistematicamente buscando desmantelar as proteções ambientais.

“Precisamos fazer um esforço enquanto estamos neste momento calmo em termos de cobertura da imprensa, porque eles estão apenas falando sobre o COVID, e avançam e alteram todas as regras e simplificam as normas”, disse Salles no vídeo.

O desmatamento atingiu uma alta de 11 anos no ano passado e aumentou 55% nos primeiros quatro meses do ano, em comparação com um ano atrás, com ambientalistas culpando as políticas de Bolsonaro.

Bolsonaro pediu o desenvolvimento da Amazônia, dizendo que é necessário tirar as pessoas da pobreza e que ele está sendo injustamente demonizado pela mídia.

Solicitado a responder ao vídeo, o Ministério do Meio Ambiente emitiu um comentário de Salles: “Sempre defendi a desburocratização e simplifiquei as normas, em todas as áreas, com bom senso e dentro da lei. O emaranhado de leis irracionais dificulta os investimentos, a geração de empregos e, portanto, o desenvolvimento sustentável no Brasil. ”

No vídeo, Salles reclamou dos desafios legais às mudanças propostas nas regras ambientais, de que o governo precisava de “artilharia” legal para defender as mudanças e deveria ignorar o Congresso.

“Nós não precisamos do congresso. Porque as coisas que precisam do Congresso, com a bagunça que existe, não serão aprovadas. ”

A porta-voz do Greenpeace Brasil, Luiza Lima, disse em comunicado que “Salles acredita que as pessoas que estão morrendo na fila dos hospitais são uma boa oportunidade para avançar em seu projeto anti-ambiental”.

Marcelo Júniorhttps://www.misteriosliterarios.com
Escritor, CEO Fundador, Diretor Proprietário do Mistérios Literários.

Artigos Relacionados

Continue to the category

Bolsonaro parabeniza Trump e os EUA pelo dia da independência

Presidente afirmou que trabalha para avançar "ideais de liberdade" O presidente Jair Bolsonaro parabenizou os Estados Unidos pelo...

Igrejas do Rio retomam missa com a presença de fiéis

Após 3 meses sem ações presenciais, templos e igrejas recebem fieis Após três meses fechadas para evitar aglomerações, devido...

Mongólia detecta 2 casos de peste bubônica e decreta quarentena em parte do seu território

País asiático isolou cidades das regiões na fronteira com a Rússia e teme que possa sofrer com surtos paralelos de coronavírus e...

Recente

Bolsonaro parabeniza Trump e os EUA pelo dia da independência

Presidente afirmou que trabalha para avançar "ideais de liberdade" O presidente Jair Bolsonaro parabenizou os Estados Unidos pelo...

Igrejas do Rio retomam missa com a presença de fiéis

Após 3 meses sem ações presenciais, templos e igrejas recebem fieis Após três meses fechadas para evitar aglomerações, devido...

Mongólia detecta 2 casos de peste bubônica e decreta quarentena em parte do seu território

País asiático isolou cidades das regiões na fronteira com a Rússia e teme que possa sofrer com surtos paralelos de coronavírus e...

Suíça restringe visitantes do Brasil e de mais 28 países

EUA, Suécia e Rússia também são considerados de alto risco de infecção. A partir de 6 de julho, viajantes de...

Brasil passa da marca de 1,5 milhão de casos confirmados de covid-19

Do total de infectados até o momento, 868.372 já se recuperaram O Brasil bateu a marca de 1,5...

Biblioteca Premium

Conheça nossa biblioteca para assinantes! MUITO conteúdo exclusivo pra você, HISTÓRIA, CIÊNCIA, OS MAIORES MISTÉRIOS DO MUNDO. E isso tudo custa apenas o preço de um café! Com apenas R$4,99 você tem acesso a mais alta qualidade de artigos e podcast na página exclusiva 'Biblioteca'.