Crítica | Influência – Terror da Netflix

Um novo terror estreia na Netflix, e ele é espanhol! Estamos falando de ‘Influência’, longa-metragem de Dennis Rovira van Boekholt, baseado no livro do britânico Ramsey Campbell.

Rec é um grande terror espanhol que explodiu mundialmente e até gerou uma duologia americana. Esse foi um filme bem sucedido em suas diversas sequências, mas em Influencia as coisas não saiam tão bem. A estreia de Denis Rovira von Boekholt na direção, traz algumas coisas boas ao filme, entretanto é notável a dificuldade que ele teve em conduzir o longa.

O romance do britânico Ramsey Campbell serviu de base para o filme, o centro da história está em uma família desestabilizada, mas aqui tudo se concentra ao lar de uma mulher para cuidar de sua mãe moribunda, com quem ela não teve um bom relacionamento. A primeira parte do filme é dedicado a estabelecer a relação entre os diferentes personagens e dar pequenos detalhes sobre esse passado sinistro que levou ao personagem interpretado por Emma Suárez a flertar com o satanismo e outras práticas de natureza duvidosa.

A primeira hora do longa metragem deixa o telespectador completamente perdido sem saber o que está acontecendo. Com inúmeras cenas aleatórias parecendo que está sem um roteiro fixo, o filme se mostra instável e bastante tedioso. Podemos notar várias referências a filmes e séries de sucesso como Servant – apple tv ou O Caso de Emily Rose.

O filme inteiro conta com pouquíssimo diálogo entre os personagens, apenas mostrando clássicos objetos convencionais de filmes de terror, como bonecos, ossos, utensílios de magia, facões… Possui uma história muito fraca que não faz jus a sua qualidade de produção.

Leia também!